segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Resenha #6- A Hospedeira

Olá, Pessoas que amam ler.
Hoje trago a vocês mais uma resenha.
O livro de hoje foi escrito pela Stephenie Meyer, escritora da saga crepúsculo (que até hoje eu não tive coragem de ler). 
O livro chama-se A Hospedeira e decidi compartilhar minha opinião do livro com vocês.

Sinopse

A Hospedeira

Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos "selvagens" que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Pode conter spoiler


Minha Opinião
Antes de iniciar uma leitura eu sempre busco saber o que as pessoas pensam a respeito do livro (sem ler spoiler, claro), e vi que as opiniões sobre esse livro são muito variadas, então resolvi ler o livro e tirar a minha própria conclusão.
Quando comecei a leitura achei a história meio confusa, alias a alma (alien) é que narra a história. E o livro começa com ela narrando os acontecimentos anteriores ao capturamento da Melanie. Ai eu fiquei meio que "quem é que tá contando a história?", mas logo pegui o ritmo do livro.
O Inicio do livro descreve o motivo da Melanie ser especial. Quando uma alma entra em um corpo, ela tem o total controle dele, porem Melanie (a humana e verdadeira dona do corpo) mostra-se presente, e as duas acabam "dividindo" o mesmo corpo. Também explica como funciona a sociedade, e é um verdadeiro saco. As almas são perfeitas, nunca fazem nada de errado tem uma vidinha muito chata, e mau demonstram sentimento.
Eu realmente senti muita vontade de jogar o livro no brejo nessas partes, são muito paradas. Sério, se o livro fosse meu eu com certeza teria tacado fogo nele logo logo no inicio.
As coisas começam a ficar interessantes a partir da pagina 100.
Os buscadores querem encontrar o irmão e o namorado de Melanie, pois eles ainda não foram capturados. E Melanie insisti em fazer a Peg ajuda-la a salvar o que sobrou de sua família. Como Peg é uma alma mais sensível acaba aceitando entrar nessa aventura.
Porem nada é como ela imaginava. Quando ela encontra o tio da humana ela está quase morrendo. Por ser uma dos aliens ela é capturada e mantida 'trancada" pelo grupo de humanos que acompanhava o tio Jeb.
Ela encontra o namorado que a odeia por estar possuindo o corpo da namorada e tem uma vontade louca de destruir todas as almas e o irmãozinho, que acaba tendo mais facilidade de compreende-la.
Peg também conhece Ian, um dos humanos que tenta fazer com que ela seja aceita pelos outros e eles acabam se apaixonando.
Em alguns momentos eu achei o Jared um idiota, teve momentos que eu realmente queria estapeá-lo, pois pra ele tudo é Melanie isso, Melanie aquilo, por sua culpa a Malanie não está aqui, sendo que a Melanie estava lá e só ele não conseguia enxergar. A Peg é uma florzinha, toda delicada e bondosa, geralmente eu não gosto de personagens assim mas como ela entrou em contraste com a Melanie, que é mais agressiva, eu achei que ficou muito legal essa diferença de personalidade entre as duas e adoro as discussões delas. O Jamie (irmão da Melanie), é um fofo, pois ele sabe que a Peg está no corpo da irmã dele, mas reconhece que a irmão dele também está ali e tenta interagir com as duas da melhor forma possível. Nem preciso comentar sobre o tio Jeb, que foi um verdadeiro pai para a Peg. A buscadora é uma louca e deveria procurar um psicologo urgentemente.
O livro tem uma narrativa tranquila e de fácil compreensão. Como eu disse, até a página 100 o livro é uma porcaria, mas dali em diante eu não conseguia parar de ler. Stephenie Meyer realmente me surpreendeu, eu não esperava me apaixonar tanto pelo livro.
Eu me emocionei junto com a Peg (não, dessa vez eu não chorei), e me surpreendi com o final dela, nunca imaginei que ela e a Melanie poderiam ter um final feliz. A escrita é surpreendente e o cenário é super bem descrito. Os sentimentos dos personagens são bem esclarecidos, e você consegue diferenciar a Humana da Alma com muita facilidade.
Em uma escala de 0 a !0 eu dou 9 pelo inicio paradão, mas fora isso eu super recomendo a leitura, pois ele é 1000 vezes melhor do que o filme.
Bjokas